quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Amamentacao - um relato neurofisiologico comportamental

Este eh um assunto ao qual quero falar ja tem muito tempo! Eu amo amamentar! Acho relamente uma dadiva poder alimentar o nosso bebe com o nosso proprio corpo. Eh um momento magico de total conexao com nossos (as) filhos (as). Eh o momento depois de parir em que nos maes nos tornamos um novamente com nossos bebes. E acredito que o topico eh muito bem explorado por nos maes blogueiras. Todo mundo sabe que eh lindo, gostoso e que eh a coisa mais fantastica depois de parir.


 Existem varios textos muito interessantes sobre amamentacao na net, mas os meus favoritos sao os textos da Anne superduper sobre os 32 Ps, na minha opiniao estes textos sao completos e bastante explicativos. 


O assunto amamentacao sempre gera polemica, algumas de nos defende com unhas e dentes o direito de sermos mamiferas, outras ja enfrentaram uma outra realidade, dificuldades, dores, infeccoes, medos, etc impedem algumas de continuar.  


Aqui em Uk poucas sao as maes que amamentam os filhos, a maioria optam por formula. Minha filha tem 8 meses e eu a amamento pelo menos 4 vezes ao dia: ao acordar, depois do cafe da manha, depois do almoco, no lanche da tarde e na hora de dormir. Ela comecou com papinha aos 4 meses de idade mas nao deixou o peito. Antes dela nascer tive muito medo de nao conseguir amamentar. E este medo me impossibilitou de amamenta-la no terceiro dia de sua vida . Yasmin estava com fome, ja tinha apreendido a sugada, eu tinha leite mas eu nao conseguia me conectar a ela, nao conseguia coloca-la em posicao. Se voce ja passou por isso, sabe muito bem o que estou falando. A sensacao foi mais ou menos esta: como se eu estivesse caminhando num deserto e visse um oasis, ao chegar perto deste oasis esta agua secava. 


Acredito que nosso corpo se adapta ao processo de amamentar da mesma forma que se adapta ao de engravidar e ao de parir. E mais uma vez nossos filhos sao aliados importantissimos nesta comum aprendizagem. 


 A neurofisiologia e como nosso cerebro funciona nestas horas eh tao importante quanto a fisiologia e o bom funcionamento mamario.
O assunto eh complicado e muito complexo, nao vou falar em detalhes sobre hormonios de lactacao, mas sim uma abordagem neurofisiologica comportamental. Por que algumas maes conseguem amamentar e outras nao? Ok, existe a individualidade biologica o que eh totalmente aceitavel e plausivel, mas o que tem por tras de cada individualidade biologica?


Imagine uma cena de uma pessoa em cima de um elefante, esta pessoa esta comandando este animal numa cidade. A pessoa em cima do animal eh nosso consciente, o elefante eh a resposta automatica do nosso cerebro (sub consciente) e o lugar eh o ambiente em que vivemos.  Pensamos  estar no controle, mas nossos medos, ansiedades cochicha no ouvido do elefante que eh a resposta automatica do nosso cerebro e de repente o elefante  esta totalmente desgovernado.


E eh deste tipo de comportamento que quero falar. Muita gente me pergunta: Amamentar doi? Minha resposta eh sempre a mesma e muito pessoal: Vamos combinar aqui, depois que voce pari de parto normal, sem anestesia, mais nada vai doer na sua vida minha amiga!!! Brincadeiras a parte. Nao, amamentar para mim nao doeu, talvez por que ela aprendeu bem a pegada desde cedo. O problema era a minha mente, nao meu peito!!! Pegada certa, posicionamento, perseveranca, tudo tudo faz parte do manual da boa amamentacao, mas controlar meus medos para mim foi o mais importante e o mais dificil.

Quando uma crianca nasce, nao eh apenas ela que eh vulneravel, a mae tambem, alias a mae esta no meio de um turbilhao de hormonios com finalidade de regular e fazer seu corpo adaptar a esta nova fase de vida. O que nao ajuda na nossas emocoes!

E como resolver este problema? Bom isso nao eh uma receita de bolo e eu nao sei ao certo a resposta, mas eu posso dizer o que aconteceu comigo. Primeiro voce tem que reconhecer o tipo de comportamento voce esta apresentando, acredite as vezes temos comportamentos que nao sabemos ao certo.  Perceber nossas emocoes e limitacoes eh o primiero passo para poder nos libertar delas. Gaste tempo com o seu bebe, durma com ele, eh sabido que quanto mais tempo voce gasta segurando o seu bebe mais aumenta a producao de leite e cumplicidade entre voces. Procure se informar, persevere e tenha paciencia, converse com outras maes passando pelo mesmo problema, entre em contato com pessoas que tenham casos positivos sobre amamentacao. 

E se caso todas estas dicas falharem nao se culpe e nao se sinta menos mae por causa disso. Nossa ligacao com nossos filhos vai muito alem da capacidade de amamentar e ou da opcao de tipo de parto. Eh algo muito mais profundo e dado por Deus. Chama-se amor e doacao e nada nem ninguem podera modificar isso. Amamentando ou nao seremos sempre mae...

11 comentários:

cintia disse...

Como voce, eu amo amamentar. Eh o momento so nosso, meu e da Sofia. Ela tem quase 9 meses e ainda mama varias vezes ao dia. Odeia comer, mas adora mamar. E eu tambem tive dificuldades no inicio... nao sabia o que fazer. Mas perserveranca e apoio ajudaram a superar isso e hoje sou bem mais feliz como mae por amamenta-la.

Futura mãmã disse...

Adorei o post...
Tambem ja quis falar do assunto, mas ainda nao sei como falar...pois ainda nunca amamentei rs...
Quero TANTO mas TANTO amamentar meu pequeno...espero conseguir e acredito que sim, passe pelo que tenha que passar =)
Beijinho

Mummy Brown disse...

Oi Cintia eh eu acredito que tambem me sinto mais realizada em ter quebrado barreiras e conseguido amamentar!! Eh muito bom!! para mim ehg uma das horas favoritas do meu dia!! Bjos mil

Mummy Brown disse...

Oi futura mama,

Este post eh dedicado a futuras mamaes, pessoas que como eu tinham medo da hora da amamentacao!1 tenhoc erteza qeu voce vai conseguir!! Bjos e boa sorte minhaz linda!

Blog da Vania disse...

Amei o post!!!! gosto do assunto e o conheci de uma maneira bem empírica. Antes de engravidar não tinha nem pensado no assunto. Achava que tinha que ser assim e pronto. Então aceitei sem restrições. E foi incrivel!!! Como meu parto foi cesária, uma cirurgia praticamente indolor, amamentar foi a minha primeira experiência como mãe. Amamentei por dois anos e acho que foi a melhor coisa que fiz. Na época, não era comum as mães amamentarem por tanto tempo, o aleitamento materno não era tão incentivado como hoje. Tenho certeza que voce vai amamentar a Yasmin ainda por muito tempo. Beijos

Jéssica Araújo disse...

Qdo laura nasceu, eu chorava muito, ate pensei em desistir de amamentar. com 2 meses, ela tomou mamadeira pois tive um periodo meio complicado e meu leite nao saía, mas perseverei, e hoje com quase 9 meses laura ainda mama muuuito.
Beijo

Jéssica Araújo disse...

Qdo laura nasceu, eu chorava muito, ate pensei em desistir de amamentar. com 2 meses, ela tomou mamadeira pois tive um periodo meio complicado e meu leite nao saía, mas perseverei, e hoje com quase 9 meses laura ainda mama muuuito.
Beijo

Jéssica Araújo disse...

Qdo laura nasceu, eu chorava muito, ate pensei em desistir de amamentar. com 2 meses, ela tomou mamadeira pois tive um periodo meio complicado e meu leite nao saía, mas perseverei, e hoje com quase 9 meses laura ainda mama muuuito.
Beijo

Vida de Gestante disse...

oie!! Adorei o post e o modo como vc escreve. Uma visão diferente sobre a amamentação.
Beijos
MaH

(Mamãe) ~Pinel disse...

Infelizmente a Lara quis parar de mamar muito cedo, por opção dela.
Preferia a mamadeira, pois não produzia tanto leite quanto ela queria.

Sinto muito falta...e como eu queria estar amamentando-a até hoje.
Mas, foi algo natural e sem traumas. Escolhas...


Muito bom o post! E a única coisa que posso fazer é me preparar psicologicamente para que eu tenha mais persistência no segundinho, quando vier! hehehe


Beijo!

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Monique minha linda, que texto maravilhoso foi esse?

Você tocou num ponto fundamental. Se a cabeça da mãe não está bem... como é que o peito vai funcionar??

Eu amo amamentar o meu filho. Tive umas pedras no caminho, mas com muita dedicação eu ultrapassei os obstáculos e estamos aqui 19 meses de muito mamico.

amei o texto e estou compartilhando.

um super beijos em vcs duas lindonas

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails